segunda-feira, fevereiro 13, 2012

Furadas que acontecem com brasileiros em Portugal: Seu mini guia e dicionário LusoBrasileiro

Não há um turista brasileiro que ao visitar Portugal não tenha se enrolado com as gírias diferentes e o sotaque, até para os que já procuraram saber as diferenças ou até já ouviram algum português falando, às vezes um deslize acontece. Já para aqueles que estão experimentando o português em Portugal pela primeira vez, não há como fugir de uma saia justa. Duvida?

1 - O doce mais famoso de Portugal: o PASTEL DE BELÉM, certo? Encontra-se em qualquer lugar? Errado! PASTEL DE NATA é a resposta certa. O de Belém, só tem em Belém! Quem já pediu um e ouviu essa frase? O Pastel de Belém é único, a receita é um segredo e ninguém nunca conseguiu copiar, por isso os outros pastéis são diferentes e são chamados de PASTEL DE NATA, até a cor é diferente, os pastéis de nata costumam ser mais amarelos. Onde fica Belém? Em Lisboa, no local do Mosteiro de Jerónimos e onde se encontra a famosa fábrica dos Patéis de Belém.



2- Se for numa cafeteria e pedir um SONHO. Tem? Não! Agora peça uma BOLA DE BERLIM. Tem? É claro que sim!
3- E histórias de pessoas que estavam em uma bicha e não sabiam nem o que era, ou que furavam uma e ouviam aos gritos "Para trás da bicha. Ela começa do outro lado." BICHA em Portugal é uma FILA, bicha no Brasil é melhor nem tentar explicar o que significa!

4- E quem saiu em Portugal desprevenido para curtir "aquela" noite? Você precisa se proteger e quer comprar uma camisinha, e agora? Em Portugal você vai precisar de um durex! Isso mesmo DUREX! Não é para colar nada não, em Portugal durex é camisinha, na verdade é uma das marcas mais conhecidsa de camisinhas e é assim que ela ficou conhecida. No Brasil durex é o que em Portugal se chama FITA COLA. Também se fala preservativo assim como no Brasil.

5- Mas o mais engraçado é o troca troca que acontece com as roupas íntimas, em Portugal se uma mulher precisar comprar CALCINHA vai ter que procurar CUECAS! É isso aí, cuecas!! E se um homem quiser comprar cuecas? Terá que procurar por SLIPS, boxers ou há quem diga cuecas também.

6- Conheço uma situação engraçada de um conhecido que foi em Portugal e resolveu ir para um restaurante muito caro e arrumado em Lisboa e o taxista querendo ser simpático alertou: "Não sei se o senhor vai conseguir entrar no restaurante de camisola." E claro que ele ficou confuso, camisola? Como assim? Ele na verdade estava com uma blusa de manga comprida de frio, e o taxista queria dizer que talvez no restaurante só fosse permitido entrar de terno, o que não era o caso, mas o taxista achou que era necessário por ser um restaurante caro. CAMISOLA em Portugal é uma palavra utilizada para designar uma peça de vestuário que se usa  por cima da camisa, ou com short (short é calções em Portugal) como equipamento desportivo (as camisolas dos jogadores de futebol, por exemplo), e no Brasil camisola se usa para designar uma CAMISA DE DORMIR, peça de vestuário feminino, e em Portugal se diz camisa de dormir para a conhecida camisola no Brasil.


6- Terno é outra coisa que é diferente em Portugal, TERNO é um FATO.

7- Outra situação que me deixava muito confusa era entender porque eles não falavam BAIRRO para os diferentes lugares da cidade, no Brasil as cidades são dividas por vários bairros. Bairro na cidade do Porto só se usa para BAIRRO SOCIAL (prédios ou casas que o governo oferece), quando os portugueses querem se referir as diferentes partes da cidades é por ZONA ou um SÍTIO, zona também usa no sentido de lugar. Ex: "Qual a melhor zona para se viver em Portugal?"
Mas toda a cidade de Lisboa está dividida em Bairros (o de Alfama, da Mouraria, da Graça, Bairro Alto e vários outros). Um pouco confuso no início mas depois vamos aprendendo essas diferenças.

O bom mesmo é conhecer um pouquinho do português de Portugal antes de fazer uma visita. Mas essas furadas são engraçadas e deixam as melhores recordações da viagem. Afinal, o que é uma viagem sem uma boa história para contar?

13 comentários :

  1. https://www.youtube.com/watch?v=_GypfduMfLs

    ResponderEliminar
  2. https://www.youtube.com/watch?v=8983GDqxHbo

    ResponderEliminar
  3. Lamento, mas o ponto 7 está completamente errado.

    Em Portugal as vilas e as cidades têm os seus bairros históricos.

    Alfama é um BAIRRO histórico, por exemplo. O BAIRRO Alto.

    Há dezenas e dezenas de bairros. Os bairros não são zonas administrativas são apenas zonas históricas, por assim dizer. Não há uma delimitação geográfica rigorosa para a maioria delas mas somente aproximada, obedecendo a esses padrões históricos.

    As freguesias é que são o grau mais pequeno da administração portuguesa e podem agrupar vários bairros históricos. Digamos que em Portugal as freguesias são UM CONJUNTO DE BAIRROS.

    Por exemplo, em Lisboa podemos considerar as marchas populares inicialmente eram uma rivalidade de bairros, não de freguesias.

    A expressão infeliz de Bairro Social designa uma zona menos "nobre", digamos assim, criada para gente mais desfavorecida. Daí que haja algum sentido pejorativo, mas não se pode generalizar.

    Se vive no Porto a cidade tem muitos bairros históricos que não são apenas os "sociais".

    As zonas de cada vila ou cidade são em princípio o mesmo que os bairros, alguns deles aparecem mesmo escritos nos mapas.

    ResponderEliminar
  4. O que eu quis dizer é que não tem o mesmo significado no Brasil, e não tem mesmo. É diferente! Realmente no post faltou citar os bairros de zonas históricas.

    Para os brasileiros, os bairros têm um papel de localização, sem função administrativa específica. Alguns municípios têm definição territorial definida quanto aos limites, enquanto que em outros, a divisão decorre apenas do uso popular, situam-se em diversas áreas como: centro da cidade, próximo ao mesmo, nas periferias ou em áreas longínquas, nos subúrbios, sendo até mesmo polos turísticos, centros financeiros, industriais ou de serviços. Alguns deles são habitados por um certo esteriótipo, sendo identificados como: culturais (Chinatown), religiosos (Judiaria) ou por orientação sexual (bairro gay).

    Enfim, não quis levantar qualquer questão ou mostrar como são feitas divisões de bairros, quis mostrar que a diferença existe e que não é a mesma coisa em Portugal e no Brasil. Quando cheguei em Portugal achava estranho não ter "os bairros", já que é uma grande referência de localização no Brasil.

    Obrigada pelo comentário!

    ResponderEliminar
  5. Eu cresci numa cidade bem pequena e utilizávamos sempre a palavra bairro para as várias zonas da cidade e não tinha de ser zona histórica.. esse termo em lisboa é mais característico, porque tem um contraste muito grande entre as zonas novas e os bairros. As zonas bairristas eram muito mais antigas, porque eram as zonas mais velhas da cidade e muito mais acolhedoras. Mas bairro é uma palavra muito utilizada para descrever uma zona de uma cidade. Muito normal mesmo.

    Preservativos aqui nunca se chamaram de Durex... Ninguém diz vou ali comprar durex (Durex é uma das muitas marcas apenas)... Diz-se que vou comprar preservativos, mas há outras palavras de calão. Também dizemos camisinhas...por exemplo.

    "Cuecas" é a palavra mais normal para descrever roupa interior (de baixo) tanto feminina como masculina, mas também há boxers (que são diferentes de cuecas ou dos slips). Tudo depende do formato/tamanho e como se ajustam ao corpo do homem. Mulheres também têm boxers femininos. Agora chamar as cuecas de calcinha é que é estranho, porque que eu saiba, uma pessoa não tem por baixo vestido umas calças de tamanho reduzido loool ... são cuecas! E as mulheres ainda têm as tangas e fio dental também.

    Camisola, Camisa, Blusa, cada uma está correcta também (são termos super adequados e completamente justificados). Nem sei porque é que no Brasil haveriam de chamar uma camisola de outra coisa qualquer. É um termo super tradicional e com muitos muitos anos.

    Camisa tem botões à frente e ao fundo das mangas, dá para usar gravata e utilizar com fatos e blasers etc.

    Camisola normalmente é algo mais quente de manga comprida e podem ser tanto de lã como de um tecido forte e quente. E sim, também temos camisolas de dormir mas não são reservadas apenas às mulheres.

    Blusa normalmente é mais utilizada pelas mulheres, é de um tecido mais fino, e tem um aspecto um pouco mais cuidado. Depois também temos as T-Shirts e os polos.

    Cá, a palavra "bicha" também tem o significado que vocês têm aí, mas também quer dizer fila e por isso é que já está em desuso... já ninguém costuma usar esse termo. Sempre se usa a palavra FILA.

    Quanto à bola de Berlim.. há muitos doces parecidos em todo o mundo que adoptam nomes diferentes e que dependem muito da zona em que se encontram. Os doces conhecidos como Sonhos, cá são completamente diferentes e são normalmente consumidos na altura do natal. São pequenos bolos de massa frita e depois com açucar à volta.


    Espero ter esclarecido qualquer dúvida pendente.


    P.S: Português de Portugal é uma lingua super antiga, logo, a derivação de qualquer outro português a nível mundial (seja ele no Brasil, Angola, Moçambique, Timor ou Macau) é que é de estranhar porque derivou da lingua mãe que é a nossa =D
    De cada vez que vejo textos como estes realmente confesso que torço o nariz, porque quem fala de forma diferente não somos nós, lamento mas são todos os outros.

    Seja como for eu adoro ouvir o sutaque Brasileiro. É super exótico e doce.

    ResponderEliminar
  6. Achei o post muito útil. Demorei muito para me acostumar a me localizar por zonas e sítios. Realmente nao falam muito em bairros nao. Sem falar nas placas com o nome das ruas que ficam sempre do lado contrário de quem ta conduzindo . camisinha realmente é vulgo "Durex" ja procurei a fita Durex pra comprar na loja do chinês e eles pensavam q era preservativos. O fato pode ser fato de banho ( roupa de banho) fato de noite ( roupa de noite) fato de trabalho, fato de gesta e assim vai...

    ResponderEliminar
  7. Bem para evitar estes problemas viaje para Portugal levando as fitas durex marca scotch; camisinhas; paletós; cuecas (no caso de mulheres leve bastante calcinhas) e acabou o problema. Só não leva churros que vai estragar.

    ResponderEliminar
  8. Só um aparte: Bicha no Rio Grande do Sul também significa fila, além de ter também o significado usado no restante do Brasil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim.Tem uma baita bicha pro pão. Uma fila muito grande para comprar pão.

      Eliminar
  9. Outro aparte: Além de bicha também ser usado como fila no Rio Grande do Sul, neste mesmo estado para terno também se usa o termo fatiota, certamente aparentado com o fato usado em portugal.

    ResponderEliminar
  10. Nossa! �� que pessoal mais ofendido! !o que ela escreveu não era nada ofensivo, não estava se discutindo quem estava certo ou errado no Português! !!era um esclarecimento bem pitoresco de como línguas parecidas tem diferenças ...Sabe quando fui alguns anos em Portugal ouvi muitas brincadeiras em relação de Como Tinha uma invasão de "Brazucas", foi este termo que usaram, o que vocês veem tanto fazer "ca"?? Bom , eu como boa Brasileira respondia. Retribuir a visita que vocês nos fizeram a mais de 500 anos atrás! !!um grande abraço Saudades.

    ResponderEliminar
  11. Geisa disse tudo!
    Português no geral é um povo muito chato.
    E falam ERRADO sim. Muitos termos e frases, se gabam que são a língua mãe uuuii, mas falam errado pra caramba!
    No
    Brasil o português foi melhorado e muito, isso é inegável.

    Mas enfim, a matéria não era sobre certo ou errado, era só pra demostrar algumas diferenças. E esta bem certo, gostei da postagem. Quem é brasileiro e veio pra Portugal entendeu.

    E outa coisa, nosso jeito além de ser mais correto é MUUUITO MAIS BONITO, pode perguntar pra qualquer pessoa do mundo, todos preferem o português do Brasil.
    Em Portugal parece que todo mundo é fanho, sério, é bem bem horrível de ouvir.
    Tirem essa batata da boca portugueses!

    ResponderEliminar
  12. Boa noite.
    Não entendo dessa forma. O Sr. português esclareceu o que é certo das diferenças na língua entre Portugal e o Brasil. Não considero, no meu entendimento, como algo que ele tenha se ofendido ou quisesse ofender. Se estamos a visitar um outro país, apesar de ser com o mesmo idioma, é educado conhecer um pouco dessas diferenças. E, é fato que o português de Portugal é o idioma original.

    Agradeço ao Sr. Nuno Portugal por seus esclarecimentos. Foi muito educado.

    ResponderEliminar