segunda-feira, maio 19, 2014

Roubo a turistas: cuidado até na Europa!

Recebi um email de uma leitora contando sua triste experiência de furto em um trem em Portugal e resolvi fazer este post para alertar os leitores do blog. 


EMAIL DA LEITORA: 

Aproveito a oportunidade para expor aqui uma situação lamentável que passei recentemente indo de Lisboa ao Porto de comboio (trem). Minha mala foi roubada em uma paragem e nada foi feito, nem pela companhia de trens, nem pela polícia turística portuguesa nem sequer pelo seguro viagem, visto que apesar de ficarem no bagageiro, são consideradas de nossa responsabilidade. O chefe da estação ainda afirmou ser "comum" e disse que ocorre sempre. Eles sabem até em qual estação é provável mas nada fazem e nem divulgam que é para não denegrir a imagem! Pensamos estar seguros na Europa, mas é um grande engano, uma grande decepção. Na estação, o chefe simplesmente anotou em um pedaço de papel temos que divulgar para que as pessoas tomem cuidado e vão lá no bagageiro em todas as paradas



MINHA RESPOSTA:


Olá -,
Que triste o que aconteceu! Em todos os países do mundo você tem que estar atenta. Estações tem pessoas do mundo inteiro, muito movimento de gente, e é o local mais fácil para roubos, quase fui assaltada em Paris, conheço varias pessoas que foram roubadas em Paris e em outras cidades pela Europa. Tenha cuidado quando viajar em qualquer país, não pode deixar nunca seus pertences longe de você. É uma pena o que aconteceu, quando viajo em todas as paradas fico indo ver as malas se deixo no bagageiro, nunca descuido e quando tem espaço sempre fica do meu lado. Nunca deixe sua mala sozinha, em aeroportos é a mesma coisa.
Realmente é complicado descobrir quem roubou, por mais que tenham câmeras de segurança, tem muita gente circulando, é difícil identificar. Tenho mesmo pena do que aconteceu com você.
Em Portugal não é comum ser roubado na rua, não tem mesmo muitos crimes. 
Vou alertar no blog para os leitores ficarem atentos em viagens para não acontecer uma situação parecida. 
Obrigada pelo email. :)
Ione

Medidas de segurança são essenciais até na Europa. 

Quando se planeja uma viagem pensamos só nas coisas boas, mas acontecem situações chatas tais como fazer reserva em um hotel e ele não ser o que se espera, ter problemas com o câmbio, comprar um passeio que se revela decepcionante são alguns deles. Tento ajudar com dicas para não acontecer situações assim com amigos e os leitores que conquistei por aqui.

Mas tem um problema muito mais sério e bem mais frequente do que se imagina, especialmente para quem vai à Europa, são os roubos e golpes de malandros. Algumas providências simples podem evitá-los.

Que a Europa é mais segura do que o Brasil, não há como negar. Por pensarem assim, muitos brasileiros deixam de tomar certos cuidados, e aí se tornam presas fáceis de pessoas mal-intencionadas. 


Os conselhos básicos de segurança, a seguir, evite:

1. Andar com muita bagagem. Se vai alugar carro cuidado onde estaciona, a mala não pode ficar visível, computadores, bolsas e até malas inteiras podem ser roubados por malandros em estacionamentos de postos de gasolina, vinícolas e ruas movimentadas. Esconda tudo e tente não deixar seus pertences em carros.
2. Colocar sua bolsa ou mala na cadeira vizinha em um restaurante ou shopping, por exemplo. Tente deixar a bolsa o mais perto possível e fique sempre atenta.
3. Colocar a carteira no bolso de trás da calça. Esse é o modo mais fácil de ser roubado, principalmente na escada rolante de algum metrô ou aeroporto.
4. Andar com todo o dinheiro que você levou. Deixe um pouco no cofre do hotel. O mesmo vale para os documentos. Se puder, ande com cópia e deixe o original no quarto. Também não saia com todos os seus cartões de crédito. Faça cópias dos documentos importantes e deixe os originais no cofre do hotel.
5. Falar com estranhos, principalmente com aqueles que o abordam cheios de simpatia e perguntam se você é turista.
6. Faça duas cópias do seu itinerário, os bilhetes de avião e informações vitais, carta de condução e o seu bilhete de identidade. Além disso, guarde os seus números de bilhete de avião, cartão de crédito, e os números de telefone dos emissores dos cartões do banco, cartões de crédito, e cheques de viagem. Assim, se perder algum desses itens na viagem, basta telefonar aqueles números a relatar a sua perda imediatamente. 


TÁXI


Há provavelmente centenas de formas de ser enganado num táxi num país estrangeiro, mas o ponto mais simples e essencial é certificar-se sempre de que o táxi vai usar o taxímetro – e que o taxímetro está definido no zero quando chegarmos ao carro. Os taxis seguros são aqueles licenciados dos aeroportos, nunca pegue taxi que não seja do guichê ou daquelas filas autorizadas, muitos taxistas ficam esperando os vôos chegarem e na porta do desembarque oferecem: "Taxi?" "Do you need a Taxi?" e muitas vezes tem credenciais falsas.
Também é bom ter uma ideia da rota, para não rodar 20 quilômetros a mais do caminho normal, hoje em dia tem aplicações no celular e temos o Google Maps para nos ajudar.

Foto: Correio da Manhã

PORTUGAL

Portugal é um país calmo, porém os cuidados com a segurança nunca são demais, principalmente em Lisboa, lugar onde ocorre a maioria dos roubos. Tome cuidado especial nas regiões do Rossio, Baixa e Praça do Comércio, áreas turísticas por excelência em Lisboa, são locais onde se encontram muitos traficantes e mesmo na Av. da Liberdade a noite tem que se ter cuidado. Não deixe esses traficantes se aproximarem, simplesmente não responda e não fique parado esperando a abordagem, é fácil se livrar, basta não dar atenção.


ROMA


Conhecida como Cidade Eterna, Roma nos deixa tão encantados por sua beleza e história, que, muitas vezes, podemos descuidar da segurança. Mas é bom ficar atento, pois há vários batedores de carteira. Por exemplo, na famosa Via del Corso, há vários assaltos, sempre é melhor ter o dinheiro maior por dentro da roupa. Na estação Termini e no Coliseu não é diferente, pessoas fantasiadas e com propostas de tours, podem ser malandros.
Estava na Piazza Navona quando vi uns brasileiros, estavam super aflitos porque um dos amigos tinha sido assaltado no metrô e estava sem documentos para voltar para o Brasil, o consulado do Brasil em Roma só abre na parte da manhã, estavam super chateados com o transtorno.


PARIS


Estava com minha família passeando numa rua de Paris quando ouço um homem falando de um anel, e vejo ele apontando. Mas não sou boba, já sabia do golpe! 
Ele derruba um anel no chão tipo uma aliança e pergunta se o anel é meu. Claro que não era e andamos depressa sem dar atenção. 
Tome cuidado, geralmente são homens ou mulheres bem vestidos. Isso acontece com muitos turistas, é uma cilada!

Fico muito desconfiada quando alguém vem me pedir informação, as vezes até poderia ajudar. Mas se sou turista, estou numa cidade que não conheço, então como vou passar alguma informação útil? Não tente ser a pessoa mais simpática do mundo nessas situações, lembre-se que na maior parte das vezes é roubo.

Foto: ArtdeViv


BARCELONA


Fui muitas e muitas vezes para Barcelona. Sempre aparece uma mulher que aborda os turistas, em inglês, e começa a elaborar sobre um abaixo assinado. Ela não quer dinheiro, apenas que você apoie uma causa que parece ser super válida, parece luta contra o cancêr ou algo do tipo. Minha amiga brasileira que morou anos em Barcelona já tinha me alertado que isso é um golpe, enquanto você ouve a explicação e tenta dizer que não vai dar dados pessoais como seu endereço, na verdade a pessoa não está interessada em seu nome, telefone ou outros dados, mas em te entreter tempo o suficiente pro comparsa vir e bater a sua carteira. 

3 comentários :

  1. Bacana o post. Apesar de não estarmos 100% seguros de qualquer inventualidade, nunca deixo de fazer e sugiro sempre o seguro de viagem da Touriscard. Para quem quiser conhecer o site é esse https://www.touristcard.com.br/. A gente não deseja usar, mas é sempre bom ter. hehehehe

    ResponderEliminar
  2. Ops! Quis dizer "eventualidade"... rs
    De qualquer forma o que vale é a dica.
    Boa sorte aos que forem se aventurar mundo a fora!

    Dani Mattos -RJ

    ResponderEliminar
  3. Sou de SP e já estive em várias capitais da europa, nunca vi tantos pedintes na minha vida como lá. Graças a Deus não fui assaltado, mas não me senti seguro. Acho que lá tem tantos roubos quanto aqui no Brasil ou até mais, o fato é que aqui a imprensa divulga lá eles escondem o que acontece.

    ResponderEliminar