1 – Vá para Belém e coma os famosos pastéis de Belém, depois a pé conheça o imponente Mosteiro dos Jerónimos que é do lado. A Igreja por dentro é lindíssima, depois vá a pé pelos jardins, tem umas escadas para descer e atravessar para o outro lado da rua, em frente ao Rio Tejo tem o Padrão dos Descobrimentos. E muito perto do Padrão dos Descobrimentos tem a Torre de Belém, pode ir andando, vale a pena entrar e conhecer. Para quem não gosta de andar a pé tem a opção de ir em ônibus (autocarro) de turismo, tem pontos de parada em frente ao mosteiro e na torre.

2 – Conheça o Castelo de São Jorge, tem uma vista panorâmica incrível da cidade de Lisboa. Pode descer ou subir de elétrico. Recomendo descer a pé e ir descobrindo as lindas ruas por perto, tem a Sé de Lisboa e pode seguir até a Praça do Comércio.

Quando fui estava nublado, mesmo assim a vista é
linda!

3 – Almoce no Solar dos Presuntos. Um dos mais tradicionais de Lisboa, adoro!

3- Conheça o Chiado – Um dos bairro mais emblemáticos e tradicionais de Lisboa, é o bairro da Belle Époque do século XIX, quando escritores e artistas se reuniam nos cafés. Muitos edifícios foram reconstruídos com projeto feito pelo renomado arquiteto português Siza Vieira, depois de um incêndio que destruiu parte daquele local em 1988.
E sua atrações…
Rua Garrett – A Rua Garrett é o centro do Chiado, pólo intelectual de Lisboa do século XX. Ligada pelo Largo do Chiado e pela Rua do Carmo é em seu redor que se situa a ópera (Teatro Nacional de São Carlos), bem como o Teatro São Luiz e o Teatro da Trindade; as mais famosas livrarias da cidade, como a primeira Livraria Bertrand, fundada em 1732 e o centenário Café A Brasileira, onde já se reuniram grandes vultos da cultura portuguesa do século XX.
Café A Brasileira – É nesse antigo café que o escritor mundialmente famoso, Fernando Pessoa, parava para tomar uns golinhos de café e para escrever os seus poemas inesquecíveis.
Gelateria Santini – Faça uma pausa para um lanchinho, os sorvetes da Santini são ótimos! Os de frutas são os melhores, experimente morango + laranja, são os meus sabores favoritos! Fica na Rua do Carmo, pertinho da H&M.

Largo do Carmo – Neste largo, resistem as ruínas do Convento do Carmo, construído no século XIV, em frente ao convento, encontra-se o Chafariz do Carmo (1771), abastecido pelo Aqueduto das Águas Livres.
4 – Vá jantar no Restaurante A Travessa, um dos mais conceituados restaurantes de Lisboa. Para começar, uma sucessão impressionante de entradas que parece nunca mais terminar. Uma verdadeira experiência gastronômica! Fica num antigo convento, é lindo, o ambiente é requintado mas muito acolhedor. 
Para quem vai de carro ou taxi pode estacionar lá perto e um carro do restaurante pode ir buscar para subir a rua estreita.
A Combi do restaurante

Pásteis de Belém
Website: http://www.pasteisdebelem.pt

Santini Chiado – Rua do Carmo, 91200 Lisboa
Contato: +351 213 468 431

Restaurante A Travessa 

Website: http://www.atravessa.com/indexpt.html
Endereço: Travessa do Convento das Bernardas 12 – Lapa
Contato: +351 213 902 034

Preço médio: 50€

Este post tem 2 comentários

  1. Verdade Tânia! Faltou o Bairro Alto, sempre animado, adoro! 🙂
    Obrigada pelo comentário,
    beijinhos

Deixe uma resposta

Fechar Menu