06 FEV – LISBOA – Chegada – Hotel Tivoli

Assim que chegarem no Hotel, façam reserva em todos os restaurantes, se não ficam esperando horas para sentar e alguns não aceitam sem reserva!!

Subam até o Sky Bar do Hotel de vocês, tem uma vista incrível da cidade!

De manhã: Conhecer a AV. da Liberdade.

Almoço: SOLAR DOS PRESUNTOS

A tarde – PASSEIO A PÉ: Ir para o Chiado, conhecer o Café A Brasileira, Os Armazéns do Chiado, Gelateria Santini – Façam uma pausa para um lanchinho, os sorvetes da Santini são ótimos! Os de frutas são os melhores, experimentem misturar morango + laranja + abacaxi… tem vários! (alguns sabores são temporários e mudam sempre)! Fica na Rua do Carmo, pertinho da H&M. Mas se preferem sorvetes doces que não sejam de fruta tem a Amorino. Não é de Portugal como a Santini, mas são muito bons!
Seguem descendo e conseguem ver perto da Santini o Elevador Santa Justa à direita, podem ver umas escadas e conseguem subir no elevador, tem uma vista linda da cidade, mas se quiserem podem seguir descendo a pé pelas escadas, vão ver o elevador inteiro, é lindíssimo! E podem seguir a pé para o Arco Triunfal da Rua Augusta onde podem subir e desfrutar da maravilhosa vista! Minha sugestão: Não subir no elevador e subir apenas no arco, acho que o tempo vai ser apertado.
Pertíssimo do Arco tem o Museu do Design e da Moda, tem móveis e peças de decorações incríveis, e o melhor: é de graça!
Dependendo do tempo sigam para o Castelo São Jorge, pode descer ou subir de eléctrico (bondinho). Se não quiserem demorar muito, peguem um taxi, é super perto e vão ver o eléctrico pelo caminho! Recomendo descer a pé, vão passar pela Sé de Lisboa e pode seguir até a Praça do Comércio, não é longe, mas se não gostam de andar… peguem taxi!

No fim do passeio, no pôr do sol não deixem de subir no Bar do Hotel Bairro Alto Hotel em Lisboa, fica no coração da cidade, na parte histórica, entre o boêmio Bairro Alto e o Chiado, pertinho do Café A Brasileira. O bar Terraço BA foi premiado como a melhor 4ª vista de terraço de hotel do Mundo, um espaço para aproveitar o melhor que Lisboa oferece, uma vista única sobre o Rio Tejo, os telhados de Lisboa e o pôr do Sol. Peçam um drink e aproveitem! Vale a pena!!

Jantar: A TRAVESSA – Muito legal, o restaurante fica num mosteiro!

07 FEV – LISBOA: Sugestão de passeio: Alugarem um carro com motorista, sair do hotel umas 10:00/10:30 da manhã, ir em Belém, comer os famosos pastéis, conhecer o Mosteiro dos Jerónimos, atravessar a rua (podem ir de carro) para ver o Padrão dos Descobrimentos, depois ir de carro até a Torre de Belém, vale a pena conhecer por dentro. Sigam para CASCAIS não percam de almoçar no PORTO SANTA MARIA, maravilhoooso! É de frutos do mar, minha sugestão: Entrada: misto de marisco. Prato principal: Peixe no Pão, Arroz de Marisco ou Peixe no sal.. Depois do almoço seguir para SINTRA, visitar o Palácio da Pena, não percam de comer os famosos travesseiros na Piriquita, se tiver espaço para a queijada, e os pastéis de Sintra…
Umas 17:00 no máximo vocês devem estar voltando para Lisboa.

Jantar: Restaurante BELCANTO – Um restaurante gourmet, um dos meus favoritos! Mas se não apreciarem gourmet, podem ir no Olivier Avenida, na Avenida da Liberdade, é muito bom!

08 FEV – LISBOA:
Vale a pena ir até o Miradouro de São Pedro de Alcântara, podem subir de Eléctrico (Bondinho), o famoso Elevador da Glória! Ou podem ir de táxi.
Minha sugestão é um Almoço no SEA ME, o restaurante é Top! Uma marisqueira moderna, não percam o sushi de sardinha e o famoso prego (um sanduíche delicia), o ideal é pedir vários pratos e compartilhar.

Jantar: HORTA DOS BRUNOS. Um dos melhores de comida tradicional na minha opinião, se preparem para comer muuuuito! O restaurante é super pequeno e o próprio dono serve as mesas, a comida é fantástica, façam reserva e não vão se arrepender!

09 FEV – LISBOA/TOMAR/ÓBIDOS/FÁTIMA/COIMBRA: Em Óbidos tem que beber a famosa Ginja de Óbidos no copo de chocolate, é um licor da fruta Ginja que tem um sabor muito parecido com o da cereja. Custa algo como 1,50 euro o copinho, não esqueça de levar 1 garrafa para casa!

Almoço em Fátima no restaurante TIA ALICE, é maravilhoso!!

O Jantar em COIMBRA: Restaurante Arcada: Com 1 estrela Michelin no Hotel Quinta das Lágrimas, é imperdível!

10 FEV – COIMBRA/PORTO: Vocês estão hospedados no melhor hotel, A Quinta das Lágrimas localiza-se na margem esquerda do Mondego. Um palácio do século XIX requalificado como hotel. Nos seus jardins acumulam-se memórias desde o século XIV, tanto nos elementos construídos como nas árvores, nas lendas populares e na sua própria história. Neles se encontram as chamadas Fonte dos Amores e Fonte das Lágrimas. A quinta e essas fontes são célebres por terem sido cenário dos amores do príncipe D. Pedro (futuro Pedro I de Portugal) e da fidalga D. Inês de Castro. É a história de Romeu e Julieta portugueses, é sem dúvidas um lugar muito romântico e mágico! Façam a visita pelo hotel, conheçam as fontes.

Em Coimbra podem conhecer a Faculdade de Direito, e a famosa biblioteca, é linda! E tem o Portugal dos Pequenitos, que apesar de ser para criança é super interessante! Tem todas as construções históricas e mais importantes de Portugal construídas em miniatura, é muito legal!

HOTEL PESTANA PORTO

Almoço: Porto – DOP ou Restaurante Quarenta e 4 – Fica na rua dos restaurantes de mariscos), como é conhecida a Rua Roberto Ivens em Matosinhos. Toques da cozinha mediterrânea e a cozinha tradicional portuguesa, também há uma área de sushi. O sushi é ótimo! De entradas peça os tradicionais pimentos padrão, omeleta com gambas, os pratos de peixe fresco é uma boa pedida ou de gambas, para finalizar Canilhas estaladiças com massa seca e fina recheadas com creme de ovos cobertas canela e açúcar.

A tarde: Passear perto do Hotel Atravessar o Rio e terminar o dia no Cais de Gaia. Tomar um Vinho do Porto e apreciar a perspectiva diferente sobre a cidade e do Rio Douro.

Jantar no Porto – The Yeatman. O ambiente é clássico e confortável, de todos que recomendei, esse será o mais caro, tem aqui o menu: http://www.the-yeatman-hotel.com/fotos/editor2/menu_final_composto_pt_inverno_031214.pdf.
Mas a vista do restaurante vale muito a pena! É para o Rio Douro e o Centro Histórico do Porto, ao qual se junta a atribuição de uma estrela Michelin, nos Guias de 2012, 2013, 2014 e 2015.

Outra opção: Conhecer o Spa do Hotel The Yeatman durante o dia, é maravilhoooso!!! Podem fazer uma massagem, desfrutar da piscina que é incrível! – Peçam no hotel para marcar, aqui em Portugal tem que reservar tudo.
E podem jantar no Cafeína, onde tem o famoso bacalhau à Dilma em honra a nossa presidenta, sempre que vem na cidade vai lá comer o bacalhau.
Uma terceira opção legal é o restaurante Cantinho do Avillez, do famoso chef José Avillez, bem descontraído, na Baixa da cidade. (o mesmo chef do Belcanto em Lisboa e o Cantinho do Avillez também tem em Lisboa)

11 FEV – PORTO – Passeio Guimarães, Braga e arredores.

Almoço: ARCOENSE em BRAGA
Almoço: SÃO GIÃO em GUIMARÃES

Jantar PORTO: CAPA NEGRA – É um bar restaurante bem simples e regional, bem descontraído, perfeito para tomar um fino (um chopp) ou uma super bock (melhor cerveja portuguesa!) e comer a famosa e deliciosa Francesinha. Parece um croque monsieur, mas beeem mais gordo! Peçam completa, prometo que vão gostar!
A Francesinha é um sanduíche constituído por linguiça, salsicha fresca, fiambre(presunto), bife de carne de vaca ou, em alternativa, lombo de porco assado e fatiado, coberta com queijo (posteriormente derretido). É normalmente guarnecida com um molho à base de tomate, cerveja e piri-piri. Os acompanhamentos de ovos estrelados (no topo da sanduíche) e batatas fritas são facultativos. Dizem que o segredo da deliciosa sanduíche é o molho, experimente essa delícia que teve origem na cidade do Porto. De entrada peça os deliciosos rissóis de carne.
– Se realmente não quiserem experimentar o sanduíche típico, minha sugestão seria comer no VICTA, na Marina de Gaia.

12 FEV – PORTO –  Podem tentar fazer passeio de TUK TUK, é bem legal!! Pela Baixa da cidade, Avenida dos Aliados,Lanche: Café Majestic, Estação de Comboio São Bento, Sé do Porto do Séc. XII, Igreja de São Francisco, Palácio da Bolsa, Torre dos Clérigos, Livraria Lello.

Almoço: Aproveitam e fazem a visita na Caves Graham`s 1890, em Vila Nova de Gaia e depois almoçam no Vinum Restaurant & Wine Bar, que fica na própria Cave. Minha sugestão – Entradas: Alheira, Croquettes, ovos mexidos. Prato: Vaca velha de Tras-os-Montes, uma carne muito saborosa.

A tarde podem conhecer a Fundação Serralves e a Casa da Música do arquiteto Rem Koolhaas.

Jantar: O Paparico. Conheço poucos restaurantes como o Paparico que associe uma cozinha simples e rústica com um toque contemporâneo. É super bom!

13 FEV – PORTO – DOURO HOTEL VINTAGE HOUSE – Almoço: Restaurante DOC – A meio caminho entre o Pinhão e a Régua, construído sobre o Rio Douro, o Restaurante DOC do Chef Rui Paula é um verdadeiro exemplo de excelência gastronômica.
Fica localizado numa paisagem de tirar o fôlego. Não deixem de conhecer!

14 FEV – SERRA DA ESTRELA – Pousada Belmonte
15 FEV – Belmonte/Portalegre/Évora/Lisboa

Opções em Évora:
Visita e almoço: HERDADE DO ESPORÃO – Uma opção é almoçar numa adega da região e a Herdade do Esporão é sem duvida uma das melhores. A beleza do lugar salta aos olhos. Uma experiência gastronómica incrível!

Opção 2: HERDADE DA MALHADINHA NOVA – Em plena planície do alentejana surge esse pequeno oásis, é um dos tesouros mais bem guardados do Alentejo.
Podem experimentar os excelentes vinhos, visitar a adega e as vinhas. E claro, desfrutar do excelente restaurante com a cozinha tradicional alentejana.

Opção 3: O Restaurante Fialho é muito bom.

Jantar em Lisboa – Restaurante Mini Bar Teatro.

16 FEV – LISBOA

Sugestões de Passeios:
MUSEU COLECÇÃO BERARDO – Uma referência em Lisboa, um museu de arte moderna e contemporânea, com grandes nomes da arte nacional e internacional, como Marcel Duchamp, Pablo Picasso, Salvador Dalí, Andy Warhol, Francis Bacon, Maria Helena Vieira da Silva ou Helena Almeida.

A CASA FERNANDO PESSOA – Um dos lugares mais procurados de Lisboa, o edifício mostra o ambiente onde o poeta viveu e escreveu muitas das suas obras. A fachada original e o quarto que foi ocupado por Fernando Pessoa foram mantidos, mas o restante foi remodelado. O mobiliário foi criado por designers portugueses convidados. A casa-museu tem entrada gratuita todos os dias.

Conhecer o MERCADO DA RIBEIRA, não tem muito o que ver, mas é bem legal, tem lojinhas, restaurantes e lanchonetes, o melhor de Lisboa reunido num só lugar! Lá tem os melhores restaurantes da cidade, se quiserem podem almoçar por lá. É bem descontraído.

O Palácio Nacional de Queluz fica localizado na cidade de Queluz muito próximo a Lisboa. D. Pedro I nasceu neste palácio. Só que veio a invasão dos franceses, e a família real fugiu para o Brasil. Neste período, os invasores ocuparam o palácio e levaram muita coisa. Com a saída dos franceses, era necessário que a família real voltasse a Portugal. Quando eles voltaram, começou o inferno astral do rei, a Rainha Carlota Joaquina tomou partido do outro filho, Miguel. Este episódio faz com que Carlota seja exilada e vigilada pela polícia secreta em Queluz. Ela acaba morrendo no palácio em 1830, mas o rei morreu antes, em 1826. Com a morte do rei, os dois irmãos começam a brigar pelo poder, D. Pedro I, que em Portugal é conhecido como Pedro IV e o Miguel. D. Pedro I acaba ganhando, mas tinha voltado da batalha com tuberculose, e um mês depois acaba morrendo no quarto D. Quixote, em Queluz.
O Palácio de Queluz é o espelho da sociedade barroca de setecentos. É a imagem marcante de uma época em que imperava a teatralidade, a aparência e a necessidade de espaços amplos.
Muitas vezes comparado ao palácio de Versalhes, este palácio é, no entanto, uma construção bem portuguesa, nas escalas e no próprio espírito artístico.

Tempo da visita: Cerca de 30min vocês conhecem bem, mas o tempo pode ser prolongado se vocês quiserem fazer um passeio pelos jardins, e olhar os detalhes com mais calma.

Almoço: Se tiver Sol, uma opção é conhecer as DOCAS em Alcântara, tem lá restaurantes de peixes e a vista é linda! O legal mesmo é sentar fora para aproveitar a vista, mas se tiver muito frio não é boa opção! O Restaurante DOCA PEIXE é bom, podem comer camarão tigre, peixe no sal…
Mais opções: Bistrô 100 Maneiras (chef famoso) / Cervejaria da Esquina ou Tasca da Esquina (chef famoso) / Se quiserem vista: o restaurante Zambeze, a comida não é maravilhosa mas a vista é linda! É do dono da Vista Alegre, a famosa fábrica de porcelanas de Portugal.

Jantar: O Restaurante Faz Gostos é localizado onde existia o antigo Convento da Trindade e há vestígios também da muralha fernandina do século XIV. A lareira de uma das salas é bem mais recente, do tempo em que funcionou uma fábrica de cofres no local. O chef algarvio Duval Pestana inspira-se nos sabores regionais, reinventando-os, alguns dos pratos são flamejados e preparados na mesa do cliente, fantástico!

17 FEV – LISBOA –
Conhecer o PARQUE DAS NAÇÕES – É a marca da Lisboa contemporânea, um local onde os lisboetas se divertem, apreciam espectáculos, passeiam, praticam desporto, fazem compras, trabalham e vivem. O Parque das Nações compreende a área onde se realizou a Exposição Mundial de 1998.
Frequentado tanto de dia como de noite, reúne inúmeras atracções: façam um passeio junto ao rio, apreciem a Ponte Vasco da Gama sentado à beira-rio; visitem alguns dos pavilhões, o de Portugal foi Álvaro Siza que projetou, é incrível! O Oceanário também é bem legal; tem teleférico; pode ainda atravessar a estrada e fazer compras no Shopping Vasco da Gama; deliciar-se com uma refeição especial em alguns dos melhores restaurantes da cidade; ou apenas tomar uma bebida num dos muitos bares desde local.

18 FEV – Volta.

Deixe uma resposta

Fechar Menu