Lisboa é uma cidade fantástica que se tornou um dos destinos turísticos mais procurados da Europa. A cidade possui um clima fantástico, com ótima temperatura, animada vida nocturna, monumentos históricos incríveis e uma série de atividades que irão cativar os visitantes de todas as idades.

Há muito para ver e fazer em Lisboa, pelo que é aconselhável ficar pelo menos três dias para explorar plenamente a cidade.

Saiba o que visitar em Lisboa para tirar o maior proveito da sua estadia na capital do país.

O que visitar em Lisboa: as paradas obrigatórias!

Se está de visita à cidade e não sabe o que explorar hoje, acompanhe essas dicas que irão enriquecer a sua experiência Lisboa:

  1. Elétrico 28

O elétrico 28 é o um bonde amarelo clássico que percorre as ruas estreitas de Lisboa, nos principais pontos da cidade. Certamente nenhuma visita é completa sem um passeio em um elétrico português. Em qualquer outra cidade, os bondes da década de 1930 seriam uma exposição em museus, mas em Lisboa eles são parte integrante da rede de transporte público.

Os bancos de madeira polida do elétrico 28 oferecem um dos melhores passeios de Lisboa, e passam pelos bairros históricos de Graca, Alfama, Baixa Chiado e São Bento antes de terminar em frente à magnífica Basílica de Estrela. Um pouco mais a frente você pode visitar o bairro do Campo de Ourique e tomar um café no aconchegante Amélia.

  1. Miradouros Lisboetas

Lisboa se expandiu para abranger sete colinas e os visitantes dia a dia sobem e descem ruas íngremes pela cidade. No entanto, isso significa que há muitos miradouros espetaculares por toda a cidade. Esses locais proporcionam ao turista diferentes percepções e vistas da cidade: os telhados do bairro de Alfama, uma linda vista do rio Tejo ou as ruas organizadas da Baixa Chiado.

Muitos dos miradouros estão escondidos ao longo de ruas secundárias ou no topo de morros íngremes, recompensando os visitantes que aproveitam o tempo para explorar a cidade. A vista mais bonita da cidade, sem dúvida, fica no Miradouro da Senhora do Monte, na Graça.

  1. Alfama

Alfama foi primeiro bairro de Lisboa, onde tudo começou, é um labirinto de ruas estreitas que sobem a colina desde o Tejo até ao Castelo. Alfama era tradicionalmente a região mais pobre da capital, originalmente fora dos muros da cidade, que se transformou em uma área carente, onde marinheiros e trabalhadores das docas viveriam numa miséria sombria.

Hoje, Alfama foi revitalizada e é uma das áreas mais modernas e elegantes da cidade. Escondidos no labirinto de ruas de paralelepípedos e antigas construções em ruínas, que compõem Alfama, estão cafés, tascas e bares. Reserve uma tarde para viver essa experiência incrível.

Belém: obrigatório visitar em Lisboa

Fora da cidade, há mais o que fazer em Lisboa, Portugal. Seus arredores possuem cidades que mais parecem bairro e oferecem a mesma hospitalidade e beleza que a capital do país.

Mosteiro dos Jerônimos – Belém

O Mosteiro dos Jerônimos foi originalmente concebido como um monastério modesto, mas a riqueza do comércio de especiarias transformou o projeto no edifício religioso mais extravagante de Portugal.

O edifício é uma maravilha do estilo manuelino e da arquitetura do Renascimento, com a entrada esculpida ornamentada e colunas altas e finas que sobreviveram ao terremoto de 1755. Atualmente, está passando por reformas, mas é possível visitar algumas partes, como a capela, por exemplo.

Torre de Belém – Belém

Trata-se de uma encantadora fortaleza que já guardou Lisboa e a foz do rio Tejo. Tal como o Mosteiro dos Jerónimos, é do estilo Manuelino, e nos seus primórdios, serviu como primeira casa no regresso dos marinheiros portugueses durante o século XVI.

Para chegar à Torre de Belém pode apanhar o Elétrico 15 ou o trem, conhecido como comboio, que tem sua partida no Cais do Sodré, no centro da cidade.

Deixe uma resposta

Fechar Menu