Ilha do Corvo, Açores: a menor ilha do arquipélago espera por você

É a menor ilha do arquipélago dos Açores, a que tem menos população – cerca de 430 pessoas – e apenas poucas estradas asfaltadas: hoje falamos sobre a ilha do Corvo, um local em que a natureza é a rainha e a biodiversidade impera por todos os lados, terra, céu e mar.

A Ilha do Corvo, nos Açores, pode ser pequena em sua dimensão, mas possui a grandiosidade que somente a vida natural pode proporcionar aos visitantes, confira nossas dicas.

Como chegar na Ilha do Corvo, Açores

Esta ilha possui algumas limitações em termos de acesso. Basicamente há duas formas de chegar à Ilha do Corvo: de avião ou de barco. Não há aviões disponíveis desde o continente, então você deverá ir até à ilha mais próxima, como Faial ou São Miguel, e de lá apanhar um voo. Outra forma de chegar, que acreditamos ser a mais bonita, é ir até Santa Cruz das Flores e de lá apanhar o barco em direção ao Corvo.

Quando as condições do mar permitem, as pequenas embarcações levam de 8 a 10 passageiros por vez. O espetáculo que se segue é de guardar na memória. Peixes, aves, golfinhos e se você der muita sorte pode até avistar baleias. Não poderia ser melhor a recepção, não é mesmo?

Os habitantes do Corvo são bastante hospitaleiros e carinhosos, a união em um lugar afastado de tudo, fez com que traços da língua portuguesa arcaica se mantivesse entre os habitantes, pelo que no Corvo, pode presenciar um dialeto particular.

De 13 a 16 de agosto acontece a Festa da Nossa Senhora dos Milagres, se você puder aproveitar a data para estar na Vila do Corvo vai poder presenciar uma verdadeira festa corvina com muitos petiscos e comidas típicas da região.

O Caldeirão da ilha do Corvo, Açores

Dizem que o que deu origem à ilha foi um enorme vulcão que teve sua última atividade há mais ou menos 2 milhões de anos atrás. Com 2,3 km de diâmetro e 300 metros de profundidade o chamado Caldeirão, domina a parte norte da ilha. Hoje com a construção de estradas asfaltadas já é possível chegar lá de carro, mas como o local é um pedaço puro da natureza, aconselha-se fazer o caminho a pé. Só é necessário um pouco mais de tempo.

Curiosidade: dentro da cratera há pequenos ilhéus, e segundo a lenda popular da região, os moradores acreditam que cada um deles representa uma das 9 ilhas que constituem o Arquipélago.

Embora o local seja pequeno é possível pernoitar na Vila do Corvo. Há casas particulares que operam por Airbnb e há também uma guest house. Tenha em mente que se trata de um local isolado, caso esteja planejando visitar e ficar por lá alguns dias, planeje sua viagem e faça reservas com certa antecedência. Há restaurantes típicos e bares. Além da igreja de Nossa Senhora dos Milagres, a entidade cristã mais importante da região.

Planejar uma viagem a Ilha do Corvo, Açores, é planejar acima de tudo estar em contato com a natureza. Você pode mergulhar em um dos mais procurados locais para mergulho de Portugal, tamanha a diversidade marinha. Na troca de estações, em outubro especialmente, é um momento especial para os adoradores de pássaros. As aves que fazem travessias param na ilha para descansar, momento ideal para avistar algumas espécies. Comece já planejar sua viagem aos Açores e seu contato com a paz e tranquilidade que somente a natureza oferece.

Deixe uma resposta

Fechar Menu