Saiba quais os documentos para estudar em Portugal

Estudar no exterior é um grande passo para quem quer enriquecer o currículo de novas experiências, além do grande crescimento pessoal que isso traz. 

Os documentos para estudar em Portugal é uma das partes importantes para que o processo corra como o esperado e não haja sustos no meio do caminho. Cada universidade possui suas regras, mas de forma geral os documentos para estudar em Portugal costumam ser os mesmos no início do processo seletivo, como o visto, por exemplo. 

Outro fator importante é o tipo de ingresso pelo qual o estudante opta, se por bolsa de estudos, pagamento e mestrado ou doutoramento sanduíche. Acompanhe nossas dicas e prepare-se para seus estudos em Portugal. Uma país de excelência em educação, reconhecido mundialmente.

Documentos para estudar em Portugal: primeiros passos

Os documentos necessários podem sofrer algumas variações de acordo com a universidade a qual o estudante brasileiro candidata-se. Isso porque cada instituição possui edital próprio e que pode sofrer alterações se ano para ano. Assim, uma das partes importantes do processo de documentação é ler cuidadosamente o edital da instituição de ensino portuguesa ao qual pretende estudar. 

Dependendo de que tipo de estudo irá desenvolver em Portugal, os documentos podem exigir a inclusão de currículo acadêmico em plataformas digitais. A plataforma lattes, criada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), conhecida por alunos de iniciação científica ao doutorando no Brasil, possui seu modelo europeu. Em Portugal o responsável pela gestão e atualização é o Ciência Vitae. É muito importante que alunos que estejam em fase de pesquisa científica, seja qual for a área, inscreva-se no Ciência Vitae, para facilitar a gestão do seu currículo científico. 

Uma carta de motivação também será solicitada, seja qual for a universidade de sua escolha. Além desta carta você vai precisar reunir seu histórico escolar ou  universitário, em caso de mestrado ou doutorado o seu diploma de graduação e ainda seu currículo como cientista, se houver. 

Documentos para o visto de estudante em Portugal

A parte mais burocrática sobre os documentos para estudar em Portugal vem agora. Os brasileiros precisam fazer seguro viagem pois o estado europeu exige, uma vez que você tenha feito a candidatura, via internet, e tenha sido aceite seu pedido está na hora de providenciar os outros documentos exigidos aos estudantes brasileiros. 

Você deverá escrever também um termo de responsabilidade exigido pelo SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal. E irá entregar isso juntamente ao pedido de visto na embaixada portuguesa. Os documentos para solicitação do visto de estudante junto ao Consulado português são os seguintes:

  • Formulário preenchido que você encontra no site do consulado português;
  • Passaporte válido (atenção: deve possuir 3 meses após validade do visto) e fotocópia de todas as páginas, inclusive as em branco. Também é necessário autenticar as páginas que tem identificação;
  • Carteira de identidade (original e cópia autenticada);
  • 2 fotografias 3×4 iguais, tipo passe, a cores e fundo liso, atualizadas e com boas condições de identificação do requerente;
  • Comprovante de residência do seu estado (original e fotocópia);
  • Seguro médico de viagem para todo o período (pode ser tanto a apólice da seguradora ou o documento gratuito do PB4 fornecido pelo Ministério da Saúde brasileiro);
  • Certificado de registo criminal, com menos de 90 dias, emitido pela Polícia Federal;
  • Comprovativo de matrícula na instituição de ensino português; 
  • Comprovativo da existência de meios de subsistência (comprovativo de bolsa ou Declaração de rendimentos dos pais ou responsáveis ou ainda se o estudante brasileiro possuir rendimentos no Brasil, deverá apresentá-los como forma de garantir seu sustento em Portugal).

Dá para estudar e trabalhar em Portugal?

Sim, você pode estudar e trabalhar. No entanto, necessitará de uma autorização do SEF para tal. Essa autorização só é concedida mediante contrato de trabalho e na maioria das vezes por período de part-time por isso, possuir economias e uma boa organização financeira antes de viajar é o melhor caminho. 

Reúna os documentos para estudar em Portugal com antecedência, apesar de não parecer muito, a maior parte deles necessitam de reconhecimento de firma em cartório e apostilamento. Lembre-se que cada universidade possui seu processo seletivo, para evitar atrasos sempre fique atento aos prazos dos editais abertos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu