Já pensou em estudar em Portugal? Se ainda não, melhor começar. Não é difícil conseguir uma vaga em uma das famosas universidades portuguesas. Vem ver tudo o que você precisa saber sobre como estudar em Portugal.

Portugal já traz uma boa trajetória acadêmica ao longo da história graças à Universidade de Coimbra, uma das mais antigas do mundo ainda em funcionamento. Aliás, ela e as universidades de Lisboa, do Porto, Aveiro e Minho estão na lista das 500 melhores do mundo. Você pode estudar graduação, mestrado, doutorado ou pós-doutorado na terrinha, seja o curso todo ou apenas um período, e a oferta de cursos e universidades é ampla e bem preparada para receber alunos estrangeiros.

Como estudar em Portugal

Muitas universidades brasileiras possuem um setor de relações internacionais  que pode te ajudar a saber como estudar em Portugal se você estiver na graduação. Já quem pretende estudar mestrado, doutorado ou pós-doutorado deve entrar em contato diretamente com a instituição lusitana, através do site. É fácil falar com elas e a resposta costuma ser rápida.

Estudar em Portugal com o Enem

O Enem é um caminho interessante para quem quer estudar em Portugal. Atualmente, 31 universidades portuguesas aceitam o exame como critério de aprovação e a nota mínima do Enem varia entre 500 e 600 pontos, dependendo do curso e da universidade (o único que fica de fora é o de Medicina).

Como a escala de classificação portuguesa adotada pela maioria das universidades é 0-200, é preciso pegar a pontuação do Enem e dividir por cinco para saber se atingiu a nota de seleção. Cada instituição de ensino tem seus critérios e calendário de inscrições com relação à nota do Enem, mas tudo está disponível nas páginas das universidades. Os documentos também variam, mas geralmente são certificado de conclusão do ensino médio, o resultado do Enem e o passaporte, todos autenticados e apostilados pela Convenção de Haia.

É caro estudar em Portugal?

Estudar em Portugal não é de graça, mesmo nas universidades públicas, por isso, é importante saber quanto custa estudar em Portugal para avaliar as condições de seguir com o projeto. Os preços das mensalidades (chamadas de propinas) também variam de acordo com a universidade, o curso e a modalidade.

A boa notícia é que grande parte das instituições públicas têm subsídio do governo português que dá desconto aos alunos da CPLP (Comunidade de Países da Língua Portuguesa). Já ajuda bastante! Tem também as opções de bolsas, concedidas pelo governo brasileiro (como o caso da CAPES) e pelo português (como a Fundação para a Ciência e a Tecnologia). Sempre vale a pena ficar de olho nos editais.

Tem ainda a opção de estudar em Portugal de graça através de bolsas de estudo. Geralmente, elas são concedidas a candidatos que comprovarem baixa renda, ou que tenham um nível acadêmico avançado e diferenciado, ou ainda quando a universidade quer suprir uma demanda de alunos em algum curso, por exemplo. Além disso, várias faculdades públicas brasileiras oferecem processos seletivos para concorrer a bolsas de graduação-sanduíche e doutorado-sanduíche, quando o estudante arca apenas com parte dos gastos.

Visto de estudante para Portugal

Bem, agora vamos falar de uma parte prática. Para estudar em Portugal, é preciso ter o visto de estudante. Uma alteração recente na lei portuguesa permite ao estudante viajar para Portugal como turista, se matricular no curso dentro dos 90 dias e, então, dar entrada na autorização de residência, mas minha dica é você embarcar com o visto de estudante para evitar qualquer transporto, ok?

Todo o processo do visto de estudante é feito ainda no Brasil. Com o passaporte em mãos e dentro da validade e após ter sido aprovado na instituição de ensino lusitana, é preciso pegar com a universidade a carta de aceitação, também conhecida como carta de aceite. Ela pode ser enviada por e-mail.

Com essa carta e a documentação, é hora de ir até o consulado de Portugal correspondente ao seu estado solicitar o visto. A lista de documentos é grande, mas não é difícil reunir a papelada. O importante é ter atenção e planejamento, para não esquecer de nada. Confira o checklist:

Carta de aceitação emitida pela instituição portuguesa ou comprovante de inscrição no curso pretendido;

Declaração assinada pelo aluno onde ele explica o curso que irá fazer, nome da instituição de ensino, data de início e fim e local de alojamento em Portugal;

Formulário preenchido no site do consulado;

Comprovante dos meios de subsistência em Portugal. Vale comprovante da bolsa de estudos, um termo de responsabilidade escrito por um familiar que se responsabilizará pelas despesas durante a sua estadia no país. Se o candidato se responsabilizar pelos seus custos, ele deve apresentar cópia da última declaração de imposto de renda;

Comprovante de alojamento (declaração da instituição de ensino que assegura o alojamento, comprovante de aluguel ou carta-convite feita por um cidadão português que se responsabiliza pela hospedagem, acompanhada de cópia da identidade da pessoa que convida, ou ainda uma reserva em hotel de no mínimo de uma semana);

Seguro de saúde privado ou PB4;

Atestado de antecedentes criminais emitido pelo site da Polícia Federal, com validade inferior a 90 dias e autenticado em cartório;

Duas fotografias 3×4 coloridas e recentes;

Passaporte e cópia autenticada das páginas de identificação e das folhas usadas;

Autorização para o SEF consultar o registo criminal português do requerente;

Declaração de que não irá viajar a Portugal sem o visto;

Declaração do requerente concordando em enviar a documentação necessária pelo correio (se o consulado pedir);

Cópia autenticada da carteira de identidade;

Cópia do boleto bancário pago.

O ano letivo português começa em Setembro, por isso, é muito importante ter atenção aos prazos, pois o processo do visto demora em média 20 dias úteis contados a partir da chegada dos documentos para ficar pronto. Última dica: junte todos os documentos requeridos pelo consulado antes de receber a carta de aceite. Depois é só incluí-la e enviar a papelada pelos correios.

Viu as várias possibilidades de como estudar em Portugal? Se tiver mais alguma dúvida, deixe aqui nos comentários que eu respondo!

Deixe uma resposta

Fechar Menu